segunda-feira, 30 de abril de 2012

FAMILIARES FRAGILIDADES




Vamos permitir que os momentos de solidão

Sejam bem aproveitados.

Preparando a nossa sala de visitas

Para receber os convidados.

Simplesmente aceitando as nossas fragilidades.

Mantendo-nos fiéis às nossas mutantes verdades.

Somos seres multifacetados.

Nossa imagem se reflete em luz sobre espelhos.

O cenário é uma colcha de retalhos.

Palco para a encenação de muitos enredos.

Arena de feroz embate entre todos os medos.

Nathalia Leão Garcia
Rio, 30 de abril de 2012 

CONFISSÕES DE UMA REJUVENESCENTE

Na eminência dos 50 anos revigorada Ainda tento colher minhas memórias reticentes A desorganização do meu ser em desalinho esparramad...