segunda-feira, 2 de abril de 2012

GUARDA MEUS OLHOS PRA EU NÃO CEGAR

De repente veio galopando no vento
Embora eu já te amasse antes de te conhecer
Tateava as suas pegadas no escuro
Por onde andavas antes de amanhecer?
Perdido como náufrago em busca de uma ilha
Acho que o tempo me guardou pra não te esquecer!
Jura que guarda contigo o meu futuro?
Guarda meus olhos pra eu não cegar!
Sigo os rastros dessa trilha
Quisera poder seus enigmas decifrar!
Pra nunca mais te perder
Meu único vício é te amar!
Nathalia Leão Garcia
Rio de  Janeiro , 23/06/2011 


ENVIO AO CÉU

             Meu querido amigo Israel!           Hoje lhe conto da emoção que reverbera no meu ser, com a leitura do Conto Olhos D´água...