sábado, 30 de junho de 2012

POESIA HEREGE



As terras da poesia
Revelam tecidos finos
Que revestem a pele
E cobrem as entranhas
Descobrem segredos
Abrigam clandestinos
E não discriminam seus medos
Que terra estranha!
Cosmopolita e despudorada anuncia
Que os desejos mais insanos
Serão sempre bem vindos!
Desfrutemos dos desenganos!
Que se encontrem os cem destinos
Nas terras da heresia!

Rio, 30 de junho de 2012.
Nathalia Leão Garcia


REFLEXÕES SOBRE A VIOLÊNCIA

Escrevo agora pela necessidade de me pronunciar sobre os acontecimentos atordoantes que se desenrolaram nas dependências de nosso Colégio ...