sexta-feira, 3 de agosto de 2012

RELICÁRIO DE AMOR



Benditos sejam os seus versos!
As suas profundas palavras
arrancadas da escuridão
me arrebataram e ressuscitaram
do limbo e das trevas da solidão.
Aplacaram os fantasmas,
desmascararam as farsas
que teimam em assombrar meu coração.
Quero que você me tome inteira
não se negue nem cale o que sente,
abra de vez todas as arcas,
que se exponha sem restrição
Prometo caminhar com muito cuidado,
cuidar do tecido frágil e delicado
que reveste a pele das suas entranhas.
Quero afugentar de vez esta dor estranha
e que na face só rolem lágrimas de paixão.


Nathalia Leão Garcia
Rio, 03 de agosto de 2012.



CONFISSÕES DE UMA REJUVENESCENTE

Na eminência dos 50 anos revigorada Ainda tento colher minhas memórias reticentes A desorganização do meu ser em desalinho esparramad...