sábado, 20 de outubro de 2012

DESAFIO




Aos que fazem da arte a sua vida!

Aos que se entregam aos caprichos das palavras!

O dom da poesia nos tira dessa insanidade.

Nos livra da falta de sentimentos.

Nos permite bailar nos precipícios.

Nos equilibrarmos no tênue e frágil balanço da partida!

Desafiando a rotina

Bradando aos quatro ventos como menestréis

Desafiando a lei do silêncio

Elevando a voz sem preocupação com decibéis.

Viva aos que se expõe em carne viva!


Nathalia Leão Garcia 


Rio de Janeiro, 20 de outubro de 2012



O SUJEITO NA PÓS MODERNIDADE: A INSUSTENTÁVEL FLUIDEZ

                                                                                                        O SUJEITO NA PÓS MODERNIDADE:...