sexta-feira, 2 de novembro de 2012

MALTRATADO PELA AGRESSÃO E VITORIOSO PELA SUPERAÇÃO - VITOR MARQUES




Sorrio e agradeço por ter conseguido sair vivo depois de ter chorado devido muitas dores. Entretanto, minha angústia ainda permanece por residirmos neste mundo da violência, do preconceito, da intolerância.
Após um coma, traumatismo e afundamento do crânio, hemorragias; chegou a minha hora de gritar. Manifestar-me para obtermos uma nação e um universo próspero e verdadeiramente desenvolvido.
Com apenas dezessete anos, fui vítima de uma tentativa de homicídio. Infelizmente não fui o único a enfrentar esta barbaridade. Fui mais uma vítima da violência urbana.
Relatei tudo que enfrentei através do livro Maltratado pela agressão e vitorioso pela superação, da editora Multifoco:
"[...] olhei à minha volta e vi muitas pessoas deitadas,
quase mortas - e eu ´desligado´ da realidade
ainda, achei que estivesse em um
purgatório, comecei a tentar acordar do
péssimo pesadelo, mas mão conseguia daí percebi
que aquilo que eu estava vivendo era
concreto [...]"



Vitor Marques 

 Rio, 02 de novembro de 2012




CONFISSÕES DE UMA REJUVENESCENTE

Na eminência dos 50 anos revigorada Ainda tento colher minhas memórias reticentes A desorganização do meu ser em desalinho esparramad...