sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

INDIZÍVEL REDEFINIÇÃO


A indizível confluência de quereres.. 
Os silêncios que traduzem a nossa alma .... 
O perfume das horas partilhadas se entranha ...
Cada ângulo do meu ser é atravessado pela dor.
Estar pobre e nu em meio ao deserto.
Não sou santa nem demônio
Equilibro-me na tênue linha divisória.
Imperfeições definem meus contornos fugazes.
Preciso fazer as pazes comigo mesma.
-- 
Nathalia Leão Garcia

Rio, 22 de dezembro de 2012




CONFISSÕES DE UMA REJUVENESCENTE

Na eminência dos 50 anos revigorada Ainda tento colher minhas memórias reticentes A desorganização do meu ser em desalinho esparramad...