quinta-feira, 30 de maio de 2013

ECOS


                                       A Rosa - Salvador Dali


Desafia os fios do tempo
Desarruma a bruma dos becos
Desvirgina a matina em cor
Desatina a sina da lida
Desabrocha a roxa flor
Desassossega a entrega que vacila
Desmantela a tela da dor
Descomporta a porta aberta
Desmesura a cura do amor
Acaricia a delícia em prosa
Imprime o crime do ardor
E se traduz em toda a luz da rosa.

Nathalia Leão Garcia

Rio, 30 de maio de 2013

                             Surrealismo 

CONFISSÕES DE UMA REJUVENESCENTE

Na eminência dos 50 anos revigorada Ainda tento colher minhas memórias reticentes A desorganização do meu ser em desalinho esparramad...