sexta-feira, 24 de maio de 2013

VÊNUS


O Nascimento de Vênus - Sandro Botticelli 


O mar de estrelinhas que mapeiam o caminho infinito do 


nosso amor se traduz nessa troca de chamego, carinho e 


cuidados! 




Quisera ser do jeito que me queres
mas  quando não o for
seja  paciente...
Te peço docemente:
aceite-me como sou.
Reconheça meus limites,
mas ultrapasse as fronteiras
revise os mapas
ouse caminhos diferentes
contanto que voltes pra mim.

Rio, 24 de maio de 2013
Nathalia Leão Garcia



CONFISSÕES DE UMA REJUVENESCENTE

Na eminência dos 50 anos revigorada Ainda tento colher minhas memórias reticentes A desorganização do meu ser em desalinho esparramad...