segunda-feira, 26 de maio de 2014

CANÇÕES E CONTRADIÇÕES


Porque não me lanço e me arremesso?
Porque me tranco e me calo?
Onde me perco e tropeço?

Quanta felicidade eu suporto?
Será que me permito beber no gargalo?
Basta ultrapassar a zona de conforto?

Vencer a covardia que me amordaça.
A ousadia me tira do ralo.
Dispo a mortalha que a minha pele disfarça.


Nathalia Leão Garcia


Rio de Janeiro, 27 de maio de 2014


CONFISSÕES DE UMA REJUVENESCENTE

Na eminência dos 50 anos revigorada Ainda tento colher minhas memórias reticentes A desorganização do meu ser em desalinho esparramad...