quarta-feira, 2 de julho de 2014

PROSA EM TEMPOS DE CÓLERA


Em tempos em que muitos praticam a falta de delicadeza no melhor das hipóteses e onde a truculência de outros tantos que se impõem através da força e da ignorância, é bom lembrar o mundo plural em que vivemos e a urgência da humanização. A única possibilidade de sobrevivência neste planeta se dará através da cooperação. O mais importante é que haja respeito e convivência civilizada entre as pessoas, não importa que sejamos diferentes e que tenhamos pontos de vista divergentes. Não pode haver grilhões para a palavra e é necessário exercer a nossa cidadania. Coexistir de forma harmônica com as diferenças é a única forma de nos mantermos no Universo! O proselitismo encarcera as ideias! Vivemos um lamentável fundamentalismo ideológico que empobrece os discursos. Estamos perdendo a capacidade de existir em sociedade! E isso é alarmante! Respeito e inclusão! Usemos as palavras e o poder da argumentação, não intimidação e desqualificação do discurso do outro. Há lugar para todas as ideias. Feio é a não aceitação do direito do outro, egocentrismo, narcisismo. Existe vida além do eu!


Nathalia Leão Garcia

Rio, 2 de julho de 2014


CONFISSÕES DE UMA REJUVENESCENTE

Na eminência dos 50 anos revigorada Ainda tento colher minhas memórias reticentes A desorganização do meu ser em desalinho esparramad...