sexta-feira, 3 de outubro de 2014

PELO VOTO SE BATE



Assistimos ao espetáculo dantesco das bestas feras

Trogloditas truculentos tricotavam tratativas trevosos.

Queriam se bater nas esferas.

Era uma luta para de bater.

Confundiram tudo, agrediam-se nervosos.

Versar com era o que eles não queriam fazer.

Não há diálogo, não há propostas.

 Não há projetos,  apenas um jogo de poder.

Mostraram seu lado selvagem em cena.

Fazer política para si mesmos, tramando pelas costas.

Seus egos se digladiaram na arena.

Bonner o toureiro, conduzia a farsa burlesca.

O  touro ensangüentado tomba e envenena.

Não há vencedor, só vencidos pela sanha grotesca.

Todos saíram feridos, com  a alma pequena.

Nas urnas  a democracia cambaleia mas insiste.

Candidatos tocam a festa  eleitoreira nababesca.

A arte da falácia, do vazio da retórica é triste.

Mas o  show continua, porque ainda é sexta!



Nathalia Leão Garcia


Rio, 03 de outubro de 2014


                       anti-touradas protestos 

ENVIO AO CÉU

             Meu querido amigo Israel!           Hoje lhe conto da emoção que reverbera no meu ser, com a leitura do Conto Olhos D´água...