quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

TRANSFORMAÇÃO



A conexão se mantém,
substituímos nós atados por laços de afeto.
A memória tem como função principal
a capacidade de se renovar sempre. 
Podemos escolher reciclar as lembranças,
criando novas formas de ver as coisas.
É só girar a lente e acertar o zoom do olhar.
A mudança é o permanente!
E como Nietzsche disse usemos a arte
para nos livrar da loucura da realidade.
Prefiro a leveza dos dias com canção e emoção!

Nathalia Leão Garcia 



Rio de Janeiro, 22 de janeiro de 2014 




CONFISSÕES DE UMA REJUVENESCENTE

Na eminência dos 50 anos revigorada Ainda tento colher minhas memórias reticentes A desorganização do meu ser em desalinho esparramad...