segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

VERSOS DOURADOS


Os sonhos dourados se esgueiram pelas frestas da cerca.
Invadem a escuridão e criam o efeito de luz subversiva.
Persuadem o medo, se rebelam contra os muros.
Esta rebelião segue a levada. 
O jogo de cintura no drible do jogo.
A magia da ginga que esbanja.
Arrancam as vestes das injustiças.
Desnudam a mentira velada. 
Libertam do cárcere, as almas submissas.

Nathalia Leão Garcia

Rio de Janeiro, 17 de fevereiro de 2014.


REFLEXÕES SOBRE A VIOLÊNCIA

Escrevo agora pela necessidade de me pronunciar sobre os acontecimentos atordoantes que se desenrolaram nas dependências de nosso Colégio ...